A impermanência

Estou num pedaço da vida em que a impermanência faz parte da lista do que se aprende a respeitar. Aceitar. Conviver. Tenho a impressão de que isso demora um pouco. Pra mim, pelo menos, só chegou com a experiência, depois de já ter sido derrubada algumas vezes e ter brigado um bocado pra entender osContinuar lendo “A impermanência”

O poder do silêncio

Eu acredito no poder do silêncio. Aprendi a acreditar ali atrás, umas duas ou três esquinas antes. Até chegar aqui andei por vários caminhos e, em todos, algum barulho me incomodava. A princípio nada grave, mas, de repente, lá estava eu, tentando não prestar atenção aos incômodos. Talvez fossem meus ouvidos desenvolvendo maestria. Porque, àContinuar lendo “O poder do silêncio”