Qual é a sua arte?

Desenhar, pintar, costurar, cozinhar, construir paredes, falar com pessoas. Organizar, decorar, produzir festas. Dar colo, ter ideias, esculpir, inventar soluções, resolver problemas. Ouvir, explorar o mundo, testar seus limites, encarar desafios. Arte não é só fazer coisas bonitas com as mãos. Arte tem a ver com você, com seu jeito de pensar, agir e fazer.Continuar lendo “Qual é a sua arte?”

Tentando me aceitar

 O que você quer ser quando crescer? Já respondeu à essa pergunta alguma vez? Como não lembro se alguém já a fez pra mim, acho que nunca respondi. Se me fosse feita hoje, a reposta seria tão honesta quando simples: tudo que eu tiver vontade! E olhando pra trás, vejo o quanto a resposta teriaContinuar lendo “Tentando me aceitar”

A impermanência

Estou num pedaço da vida em que a impermanência faz parte da lista do que se aprende a respeitar. Aceitar. Conviver. Tenho a impressão de que isso demora um pouco. Pra mim, pelo menos, só chegou com a experiência, depois de já ter sido derrubada algumas vezes e ter brigado um bocado pra entender osContinuar lendo “A impermanência”