É tempo de quê? – 06.12.21- amadurecer e evoluir nossa forma de fazer escolhas

06.12.21 – Iniciamos a última semana do mês cinco (Lua Harmônica) dentro do Sincronário das 13 Luas, regido pelo Enlaçador de Mundos Harmônico Branco (kin 226), que trouxe quatro semanas pra olharmos pra todas as nossas estruturas de vida que já não funcionam mais direito, especialmente as internas. Tudo que está velho, obsoleto, quebrado, enferrujado, corroído e precisa ser substituído ou, no mínimo, reformado. A lunação e as ondas encantadas anteriores reforçaram isso ainda mais. Essa semana é a amarela: AMADURECE, colhe e ENCERRA ciclos. O kin que abre a semana é a Terra Rítmica Vermelha (kin 97), que ajuda o Humano Magnético Amarelo a organizar a vida trazendo consciência do que precisa EVOLUIR (pra que ele pare de ficar rodando feito pião, sem sair do lugar). A lua nova está em Capricórnio e domingo encerra o mês/ Lua já na fase crescente, em Áries. É o terreno sendo preparado para que o novo encontre lugar pra nascer e espaço pra desenvolver todo seu potencial.


Traduzindo tudo isso:

Estamos prontos, em algum nível, pra dar o próximo passo.

O passo em que ativamos nosso poder interno de RENDIÇÃO, nos colocando em igualdade diante do outro e como pequenos diante da Vida. E isso ativa junto um novo modo de utilizar nosso livre arbítrio.

Estamos prontos pra ACEITAR QUE PRECISAMOS MUDAR.

Precisamos nos despedir de partes nossas que não contribuem mais com a evolução da Vida – a nossa e a do Planeta. O foco vai para os VALORES (alicerces) que usamos para estruturar nossa forma de pensar – e tomar decisões – e a realidade que construímos a partir disso.

Vamos de metáfora.

É como se a Terra (nós) de repente se abrisse em vários pontos da sua crosta, deixando à mostra seu lugar mais PROFUNDO e SENSÍVEL – o CORAÇÃO (o nosso) – pra COMPARTILHAR toda LUZ e AMOR que existe nele. Porque tudo que emana dali é o reflexo de Deus em nós.

Só que acessar esse lugar tão lindo e poderoso talvez ponha abaixo boa parte do que foi construído na superfície, já que enormes estruturas de “terra, água, ar e fogo” precisam ser movidas pra isso.

Mas pra que mexer em algo tão profundo e caótico então?

Porque o que está por baixo, por dentro, é o que de mais valioso existe. As profundezas guardam o que realmente nos importa, nos move e nos preenche a alma.

Sim, deixar nosso coração assim tão exposto nos deixa vulneráveis e com medo. Por isso construímos tantos camadas e escudos – é proteção.

Mas talvez esse seja o momento em que nossa CORAGEM está no ponto certo pra promover essa abertura. Aquele ponto em que, mesmo apavorados, a gente se rende e para de resistir à Vida querendo evoluir.

Já se perguntou o que seu coração realmente busca?

Pois pergunte! E dê tempo pra resposta chegar. Ela é mais simples do que parece, mas pode estar cimentada embaixo de tudo que foi construído em cima.

Quebre algumas camadas e deixe seu coração encontrar lugar pra emergir. Ele sabe exatamente o que te faz feliz e preenche seu Ser. E esse é o lugar de onde todas as nossas escolhas sempre deveriam partir.


Eu sou Lu Raimann e esse é o meu Viver e Contar.

bjos e ótima semana pra nós!

Publicado por Lu Raimann Soares

{ Não deixar a vida pra depois! } Depois que decidi (levei 40 anos pra isso!) tenho me esforçado para manter algumas coisas presentes todos os dias: respirar fundo e com vontade, caminhar, meditar, me manter flexível (o corpo, a mente, a alma) e o mais leve que conseguir. Botar ordem no que for possível, fazer coisas que me inspiram - o que inclui usar minha imensa curiosidade sobre o mundo pra absorver tudo que eu puder - e agradecer por tudo e todos que me fazem uma pessoa FELIZ e um ser HUMANO MELHOR. O VIVER E CONTAR surgiu dessa decisão. Num momento da vida em que dobrei a esquina e decidi mudar de direção. Precisava viver. Sem todos os medos e aflições que sempre tive. Mas pra isso, precisava antes visitar lugares que nunca tinha ido. Lugares internos, profundos, de autoconhecimento. Lá encontrei muitos espelhos, que me colocaram frente a frente com faces minhas que nem sabia que existiam. Algumas bem difíceis de ver, várias menosprezadas e outras bem surpreendentes. Muitos aprendizados vieram. E um tempo de reclusão e introspecção. Mas a vida não expande apenas para dentro. Ela vive para fora. Precisa fluir na direção do que faz crescer. As percepções e aprendizados precisavam sair e serem compartilhadas. E aqui estou. Posso dizer que estou me (re)encontrando, (re)conhecendo, (re)conectando. E a principal reconexão foi com minha essência feminina, que tem ganhado voz de várias formas: na minha arte com linhas e bordados, nas linhas escritas, no tarot, nas vivências e encontros que a vida traz, na grande vontade de absorver e experimentar os inúmeros conhecimentos e sabedorias que despertam meu coração. Viver e Contar é um plano simples. Uma troca. Se você chegou aqui, sinta à vontade para participar. Vou adorar te conhecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: