Os PORQUÊS que nos movem

Pra começar, o PORQUÊ é um cara que todo mundo deveria conhecer e manter por perto. Aquele amigo pra ficar ali, a postos, pronto pra ajudar quando você precisa. O parceirão capaz de entender onde está o nó que te mantém amarrado e a dificuldade em conseguir desatá-lo. Pra depois te ajudar a sair do lugar.

Só que, para o PORQUÊ colaborar, precisa antes saber como encontrá-lo. E tem um macete aí. Ele só chega através de outro cara (o irmão mais velho eu acho), um questionador que vem sempre assim, antes, separado e carregando uma interrogação com ele – o { por que? }

Esse aí, o separado, vem antes justamente pra mostrar que estamos confusos, sem entender o que está acontecendo. Igual quebra-cabeças, que recebemos em partes, separado, fragmentado. O começo é animado, mas geralmente, em algum ponto, empacamos, inventando mil e uma desculpas pra não continuar. E toda vez que olhamos as partes espalhadas, vem a culpa e o arrependimento de não continuar.

A coisa melhora quando conseguimos persistir. Quando juntamos paciência e perseverança suficientes pra encontrar as peças que se encaixam. Assim que as reunimos, o todo se forma e tudo faz sentido.

Essa é a hora em que a chave vira e o { por que? } vira O PORQUÊ. Maiúsculo, presente, explicativo e justificativo. É o motivo, a base, o quebra-cabeças pronto, montadinho. A imagem mental que você olha, respira fundo e se convence – “OK. É por isso que vou continuar.” O momento do empurrão ou do “chute na bunda” (às vezes é só o que funciona!) que te joga pra frente e aciona o movimento. Se não mover, não convenceu. Se não convenceu, o PORQUÊ não é seu. Você o pegou emprestado e não está servindo.

Ah é – esqueci de mencionar – os PORQUÊS são únicos e intransferíveis. Os seus são só seus e não servem pra mais ninguém. Então, seguir moldes alheios é fria.

Experimenta. Faz um teste drive. Quando estiver empacada(o), precisando de respostas, questione. Só não se aflija se o seu PORQUÊ não chegar imediatamente. Ele saca das coisas. Tem momento certo. Chega quando você estiver preparada(o) pra entender o que ele tem pra te dizer.  

Pra mim tem funcionado.



Publicado por Lu Raimann Soares

{ Não deixar a vida pra depois! } Depois que decidi (levei 40 anos pra isso!) tenho me esforçado para manter algumas coisas presentes todos os dias: respirar fundo e com vontade, caminhar, meditar, me manter flexível (o corpo, a mente, a alma) e o mais leve que conseguir. Botar ordem no que for possível, fazer coisas que me inspiram - o que inclui usar minha imensa curiosidade sobre o mundo pra absorver tudo que eu puder - e agradecer por tudo e todos que me fazem uma pessoa FELIZ e um ser HUMANO MELHOR. O VIVER E CONTAR surgiu dessa decisão. Num momento da vida em que dobrei a esquina e decidi mudar de direção. Precisava viver. Sem todos os medos e aflições que sempre tive. Mas pra isso, precisava antes visitar lugares que nunca tinha ido antes. Lugares internos, profundos, de autoconhecimento. Lá, encontrei muitos espelhos, que me colocaram frente a frente com faces minhas que nem sabia que existiam. Algumas bem difíceis de ver, várias menosprezadas e outras bem surpreendentes. Muitos aprendizados vieram. E um tempo de reclusão e introspecção. Mas a vida não expande apenas para dentro. Ela vive para fora. Precisa fluir na direção do que faz crescer. As percepções e aprendizados precisavam sair e serem compartilhadas. E aqui estou. Hoje posso dizer que me reencontrei. E a principal reconexão foi com minha essência feminina, que tem ganhado voz de várias formas: na minha arte com linhas e bordados; no tarot, parceiro fiel na conexão com o grande invisível que existe em nós e no universo; nas vivências e encontros que tenho planos de promover com mulheres F*** que encontro pelo caminho. Viver e Contar é um plano simples. Um troca. Se você chegou aqui, sinta à vontade para participar. Vou adorar te conhecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: