Qual é a sua arte?

Desenhar, pintar, costurar, cozinhar, construir paredes, falar com pessoas. Organizar, decorar, produzir festas. Dar colo, ter ideias, esculpir, inventar soluções, resolver problemas. Ouvir, explorar o mundo, testar seus limites, encarar desafios.


Arte não é só fazer coisas bonitas com as mãos. Arte tem a ver com você, com seu jeito de pensar, agir e fazer. A sua arte é um pedaço de quem você é. Uma forma de se colocar no mundo. A SUA forma de se colocar no mundo. 


É algo que vem de um lugar mais profundo. Não, nada complicado, difícil ou que precise de estudo e aprendizados antes. Pelo contrário. Geralmente vem fácil, só acontece. Sai sem esforço. Porque é parte de quem você é. 
Você pode aperfeiçoá-la, sim. Refinar. Dar um sentido maior. E, com o tempo, achar maneiras bem diferentes de expressá-la. Porque ela muda. Junto com você. E é bem provável que não seja limitada a uma coisa só. 
Essa é a parte mais legal!


Quando você descobre qual a sua arte e consegue colocá-la no mundo, ela aprende o caminho. E você tem vontade de mais. Quanto mais pratica, mais vontade de praticar. Porque ela te completa, dá sentido, tem valor e faz um bem danado pra alma. Como diz minha amiga “é uma cachaça!”
Talvez não renda $. Mas se for parte de você, encontre um jeito de incluí-la no seu dia. Deixe-a sair de alguma forma. Sua saúde – mental, física, emocional e espiritual – vai agradecer.
.
Desenho 1 – Alana 
Desenho 2 – Júlia
Bordado – meu
Espetáculo “A Travessia” – do Paulo

Desenho digital da Alana
Desenho da Júlia
Bordado meu
Parte do espetáculo “A Travessia”, criado pelo Paulo

Publicado por Lu Raimann Soares

{ Não deixar a vida pra depois! } Depois que decidi (levei 40 anos pra isso!) tenho me esforçado para manter algumas coisas presentes todos os dias: respirar fundo e com vontade, caminhar, meditar, me manter flexível (o corpo, a mente, a alma) e o mais leve que conseguir. Botar ordem no que for possível, fazer coisas que me inspiram - o que inclui usar minha imensa curiosidade sobre o mundo pra absorver tudo que eu puder - e agradecer por tudo e todos que me fazem uma pessoa FELIZ e um ser HUMANO MELHOR. O VIVER E CONTAR surgiu dessa decisão. Num momento da vida em que dobrei a esquina e decidi mudar de direção. Precisava viver. Sem todos os medos e aflições que sempre tive. Mas pra isso, precisava antes visitar lugares que nunca tinha ido antes. Lugares internos, profundos, de autoconhecimento. Lá, encontrei muitos espelhos, que me colocaram frente a frente com faces minhas que nem sabia que existiam. Algumas bem difíceis de ver, várias menosprezadas e outras bem surpreendentes. Muitos aprendizados vieram. E um tempo de reclusão e introspecção. Mas a vida não expande apenas para dentro. Ela vive para fora. Precisa fluir na direção do que faz crescer. As percepções e aprendizados precisavam sair e serem compartilhadas. E aqui estou. Hoje posso dizer que me reencontrei. E a principal reconexão foi com minha essência feminina, que tem ganhado voz de várias formas: na minha arte com linhas e bordados; no tarot, parceiro fiel na conexão com o grande invisível que existe em nós e no universo; nas vivências e encontros que tenho planos de promover com mulheres F*** que encontro pelo caminho. Viver e Contar é um plano simples. Um troca. Se você chegou aqui, sinta à vontade para participar. Vou adorar te conhecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: